Um rolamento digno da turbina eólica mais potente do mundo

Perícia

Um rolamento digno da turbina eólica mais potente do mundo

Liviu Anton é apaixonado por duas coisas: engenharia e fabricação. Sem preferências, ele adora ambas igualmente. “Preciso ver as ideias em que estou pensando na prática, no espaço físico”, diz ele. “Projeto sem fabricação é apenas um conceito no papel.”

Quando a equipe dele foi solicitada a desenvolver um rolamento para a maior e mais potente turbina eólica do mundo, essa abordagem integrada foi essencial para o sucesso.

“Para novos mercados como o eólico, pesquisa e desenvolvimento (P&D) são fundamentais”, ele continua. “Não se trata apenas da validação complexa exigida no lado do produto. O processo de fabricação desempenha um papel igualmente importante: Como produzir esses rolamentos na fábrica? Quais materiais cumprirão os requisitos de desempenho em tais aplicações de alto estresse? Como desenvolver um dos maiores rolamentos que já produzimos — com 3,43 metros de diâmetro — desde a fabricação até o local para a instalação correta?”

Uma equipe acostumada com a excelência

Anton ajudou a criar o Centro de Excelência em Engenharia da Timken em Ploiesti, que atua como um centro de desenvolvimento global para a empresa. “Mantemos a fluidez de conexões e processos entre os clientes e a fabricação”, ele afirma.

Liviu Anton

Liviu Anton, gerente geral de projeto e desenvolvimento de produtos da Timken Romênia



“Eu já trabalhava na fábrica de Ploiesti quando a Timken a adquiriu em 1998”, diz Anton. Hoje, a unidade não é mais apenas uma fábrica e Anton atua como gerente geral de projeto e desenvolvimento de produtos. O centro cresceu significativamente e hoje acumula 350 anos de experiência coletiva em projeto e desenvolvimento de rolamentos.

Geograficamente, Ploiesti está idealmente localizada no meio do caminho entre a China e os Estados Unidos. Os funcionários conseguem incorporar com facilidade interações cotidianas e diálogo entre clientes, engenheiros e unidades de fabricação de várias regiões industriais do mundo.

“Ficamos no meio, ouvindo ambos os lados”, pondera Anton. “Conectamos os clientes às nossas funções internas e colocamos as fábricas em contato com as especificações mais recentes de produtos.” O resultado é um projeto de produto que reflete os requisitos de aplicação e serviço do cliente — fabricado com eficiência e precisão em diferentes fábricas da Timken em todo o mundo.

Uma abordagem integrada gera desempenho sustentado

Anton passa muito tempo pensando em projeto e fabricação, assegurando que os projetos que os engenheiros da Timken põem no papel reflitam a forma mais simples e eficiente de fabricar os produtos.

Ele supervisiona uma equipe de engenharia integrada que trabalha na Romênia, no centro de Ploiesti, e também na sede da Timken. Essa equipe trabalha muito para identificar possíveis problemas com as aplicações de clientes nos estágios iniciais, antes de um protótipo ser enviado.

Fabricação é um processo constante de gestão de mudanças, revela Anton. Aprendemos lições, geramos eficiências, reduzimos custos e otimizamos materiais para que os projetos de produtos mudem para refletir essas alterações.

“É uma questão de desempenho sustentado”, continua Anton. “Se sou um cliente, quero que haja muita consistência entre o projeto no papel e o desempenho do produto. A confiança que tenho no desempenho do meu rolamento, nas minhas condições operacionais, vem de saber que os engenheiros da Timken testam e validam o conceito, as especificações e o material antes de entregar o rolamento.”

Inovações para o mercado de energia eólica

Energia eólica é uma área em que a equipe do Centro de Excelência de Ploiesti se destacou muito na última década. Normalmente, turbinas eólicas são equipadas com vários rolamentos que sustentam altas cargas irregulares ao longo do ciclo de vida útil. As turbinas aumentaram de tamanho no início dos anos 2000 e o aumento da tensão de carga colocou à prova os projetos de rolamentos convencionais, particularmente em eixos principais.

A Timken entrou no mercado em 2007 e a equipe de Ploiesti desenvolveu, em colaboração com a engenharia de aplicações e o cliente, um rolamento de rolos TDI (Cônico interno duplo) para eixo principal, o que resolveu o problema de desgaste excessivo contra o vento em SRBs (rolamentos autocompensadores de rolos). O TDI foi um divisor de águas no setor, que agora podia aumentar ainda mais o tamanho das turbinas, multiplicando a produção de energia e aumentando o tempo entre os dispendiosos projetos de manutenção. Conforme os tamanhos das turbinas aumentavam, a equipe da Timken, incluindo Ploiesti, fez progressos com o novo sistema de 2 rolamentos TS (cônicos simples) para eixo principal.

“Hoje, somos uma fornecedora essencial de soluções de rolamentos para construtores de turbinas de energia eólica, fornecedores de caixas de transmissão e produtores de energia”, afirma Anton. Os rolamentos de rolos cilíndricos cementados e os rolamentos autocompensadores resistentes a desgaste da Timken também são populares entre os clientes o setor de energia eólica.

O protótipo mais recente de turbina eólica, para o qual sua equipe projetou um dos maiores rolamentos da história da empresa, será capaz de alimentar individualmente 16 000 residências. É um salto enorme das 2000 a 5000 casas que as turbinas anteriores conseguiam atender individualmente.

 

Wind Turbine Bearing

A equipe de engenharia da Timken em Ploiesti projetou um dos maiores rolamentos da história da empresa.



Isso não teria acontecido sem o conhecimento técnico, a experiência em fabricação e a mentalidade competitiva do Centro de Excelência. Expandir o mercado de energia eólica e torná-lo cada vez mais viável é uma questão de reduzir custos e aumentar a produção. Parques eólicos e fabricantes de turbinas exigem soluções Premium de alta tecnologia que satisfaçam rígidas diretrizes orçamentárias.

“Com rigoroso trabalho de engenharia e processos de fabricação de última geração, pudemos atender a esses dois requisitos”, diz Anton.

“Em última análise, é uma questão de qualidade”, conclui ele. “Queremos fazer o melhor produto possível. Para tanto, aprendemos continuamente com nossos clientes, focando em requisitos específicos de aplicação e gerando os melhores resultados possíveis com os processos de projeto e fabricação mais avançados do setor.”