Ser responsável pela energia

Ser responsável pela energia

Já líder europeu na produção de energia renovável, a Alemanha planeja usar 80% de energias renováveis até 2030 e 100% de energias renováveis até 2035 . A medida reduzirá enormemente as emissões do país e estabelecerá uma maior independência energética.

Na cidade bávara de Wannberg, a mais nova instalação da Groeneveld-BEKA está à frente dessa curva. Faz parte de uma rede global de manufatura da Timken que reduz, reutiliza, recicla e investe para um mundo mais sustentável. A instalação, que produz sistemas de lubrificação automática para energia eólica e aplicações industriais móveis, já é 100% alimentada por fontes de energia renováveis.

Ela contribui para que a Timken atinja suas próprias metas globais de sustentabilidade . Até 2030, a meta da Timken é reduzir a intensidade das emissões de gases de efeito estufa em 50% em relação à linha de base de 2018.

100% renovável vale o investimento

Thomas Simon, gerente da fábrica, compartilha que, quando a instalação foi inaugurada em 2019, utilizava 92% de energia renovável por meio de seu parceiro de energia local. Logo, a equipe de gerenciamento da instalação descobriu que poderia atingir 100% de energia renovável investindo em um programa de sustentabilidade com o fornecedor. A Groeneveld-BEKA acredita que toda a energia fornecida às instalações de Wannberg vem de fontes eólicas, solares, hídricas e de bioenergia.

Isso é em comparação com o atual mix de energia geral da Alemanha, onde 51% é de fontes renováveis, 24% de carvão, 12% de gás natural, 12% de energia nuclear e 1% de outras fontes.

“A Timken e a Groeneveld-BEKA estão sempre procurando maneiras eficientes de alavancar fontes de energia renovável para o benefício de nossas comunidades, clientes e operações”, observa Simon. “As pessoas querem trabalhar com empresas que fazem sua parte para tornar o mundo melhor.”

Resolução de problemas em ação: redução do consumo de energia
Assim como a Timken, a Groeneveld-BEKA é formada por engenheiros que se destacam no pensamento sistêmico. A análise de causa raiz está sempre sendo empregada. Investir na aquisição de energia renovável é importante, mas Simon ressalta que “o objetivo maior é reduzir nosso consumo geral de energia”.

A Groeneveld-BEKA implementou recentemente duas iniciativas de economia de energia em sua sede e fábrica em Pegnitz, Alemanha, localizada a oito quilômetros das instalações de Wannberg.

A unidade de Pegnitz converteu seus sistemas de iluminação tradicionais para a tecnologia de diodo emissor de luz (LED). As lâmpadas incandescentes convencionais usam ineficientemente 90% de sua eletricidade na forma de calor. Apenas 10% é usado como energia. Em contraste, as lâmpadas LED utilizam 95% de sua eletricidade para produzir luz. Isso significa que eles exigem muito menos eletricidade para produzir mais luz.

Para reduzir ainda mais o consumo de energia e os custos, a Groeneveld-BEKA atualizou o compressor existente nas operações de fabricação da unidade de Pegnitz. A nova unidade reduz o consumo de energia em 19% ao ano.

“Reduzir nosso consumo de energia compensa quaisquer custos extras que temos na compra de energia renovável”, explica Simon. “Não basta comprar energia renovável. Temos a responsabilidade de reduzir nossa dependência de energia em primeiro lugar. É uma questão de equilíbrio.”


As equipes de EHS globais e locais da Timken trabalham juntas para promover as práticas sustentáveis da empresa. Saiba como coletamos e analisamos dados corporativos para melhorar a sustentabilidade em todo o mundo – e como nossa equipe em Sosnowiec, Polônia, reutiliza o vapor de compressores para aquecer uma instalação de produção inteira.